topo

Estrutura Física
[Estrutura Física]

Estrutura Física

Projetado para atender uma grande demanda de resíduos, suas valas comportam avanços nos módulos de disposição final de classes I e IIA. Cada módulo é composto de 2 valas de disposição final, uma para resíduos classe I e outra para resíduos classe IIA, e seus respectivos sistemas periféricos operacionais indispensáveis.

Central de Triagem

O local destina-se ao recebimento e triagem dos resíduos com características potenciais de reciclagem. Os mesmos são armazenados de acordo com as prescrições normativas NB 1183 – Armazenamento de Resíduos Sólidos Perigosos e NB 1264 – Armazenamento de Resíduos Sólidos Classe IIA e IIB, os refugos são encaminhados para as valas de disposição final. As estruturas de armazenamento que compõem a Central de Triagem são barracões dotados de instalações elétricas, hidráulicas e sistema de prevenção de incêndio. São adequados às quantidades e tipos de resíduos a serem recebidos, e equipados com aparelhos de segurança e higiene. Todos os despejos líquidos, gerados na triagem, são encaminhados para um sistema de tratamento de efluentes instalado na área.

[Estrutura Física]

Beneficiamento de Plástico

Beneficiamento de Plástico

Todo material plástico segregado durante o processo de triagem, passível de reciclagem, é encaminhado para este local, aonde é beneficiado, transformado em flakes, que posteriormente serão enviados para empresas recicladoras.

[Estrutura Física]

Solidificação de Resíduos

Solidificação de Resíduos

O local destina-se ao recebimento dos resíduos com muita umidade. A solidificação consiste num processo de homogeneização, adição de aglomerantes e estabilização do resíduo, para posterior disposição final.

Células de Disposição Final

Células de Disposição Final

As dimensões aproximadas das células para resíduos classe I e classe IIA, referentes ao primeiro módulo da central são apresentadas na tabela abaixo.
Tab. 1 - Dimensões aproximadas para as valas de disposição final da CETRIC Chapecó/SC.

Tabela - Dimensões aproximadas para as valas de disposição final da CETRIC Chapecó/SC.

VALAS PARA RESÍDUOS LARGURA(m) COMPRIMENTO(m) PROFUNDIDADE(m) INCLINAÇÃO DOS TALUDES LATERAIS
Classe I 20,0 56,0 8,0 1/1
Classe IIA 105,0 105,0 8,0 1/1

Sistemas de impermeabilização da base das valas

Sistemas de impermeabilização da base das valas
Foram implantados sistemas de impermeabilização diferenciados para as valas de disposição final de resíduos classe I e IIA, os quais são descritos abaixo:

[Estrutura Física]

Vala Classe I

Vala Classe I
É composto por uma camada de 1,25m de solo argiloso local compactado, em camadas de 25 cm, e coeficiente de permeabilidade na ordem de K<=1*E-07 cm/s, sobre esta, uma dupla camada impermeabilizante composta de manta de PEAD de 2,5 mm separadas por um dreno testemunho de estanqueidade de 25 cm.

[Estrutura Física]

Célula Classe IIA

Célula Classe IIA
É composta por uma camada de 1,00m de solo argiloso local compactado, em camadas de 25 cm, e coeficiente depermeabilidade na ordem de K<=1*E-07 cm/s, sobre esta, uma camada simples de manta de PEAD de 1,5 mm e acima desta, uma camada de 50 cm de solo argiloso do próprio local, compactado com os mesmos critérios da camada inferior.

Sistema de Drenos Profundos de Segurança


Sistema de Drenos Profundos de Segurança
Para garantir uma distância mínima de 2,0 metros do lençol freático em relação a base das valas de disposição final, foram implantados drenos longitudinais de 2,0 metros de profundidade, sob a camada de impermeabilização, posicionados e espaçados de forma a garantir esse rebaixamento.

[Estrutura Física]

Sistemas de Cobertura

Sistemas de Cobertura

Sistemas de Cobertura das Valas para Resíduos Classe I A concepção dos sistemas de cobertura objetivou a eliminação do contato dos resíduos com as águas das chuvas uma vez depositados nas valas, dessa forma, eliminando a lixiviação dos resíduos e consequentemente a geração de percolado, uma vez que o controle da umidade é feito antes do resíduo ser depositado nas valas.

[Estrutura Física]

Sistema de Impermeabilização Superior da Vala de Resíduos Classe I

Sistema de Impermeabilização Superior da Vala de Resíduos Classe I

Após a ocupação de todo o espaço da vala de disposição final, será feita a selagem com camada de 50 cm de argila local compactada em camadas de 25 cm atingindo um coeficiente de permeabilidade na ordem de K=1*E-07 cm/s, sobreposta a esta uma camada de manta de PEAD de 2,5 mm e sobre esta uma camada drenante de 25 cm de material granular e finalmente, uma camada de final de solo de aproximadamente 60 cm, que possibilite o plantio de gramíneas e arbustos.

Sistema de Impermeabilização Superior da Célula de Resíduos Classe IIA


Sistema de Impermeabilização Superior da Célula de Resíduos Classe IIA

Será semelhante ao da vala de disposição final classe I, porém a espessura da manta da PEAD poderá ser reduzida para 1,5 mm.

Sistema de Armazenamento de Líquidos Percolados


Sistema de Armazenamento de Líquidos Percolados

Da mesma forma como no sistema de drenagem de líquidos percolados, o sistema será solicitado somente na ocorrência de sinistros.
O sistema é composto de caixas de fibras de vidro, dimensionadas para armazenar o período mais chuvoso de 3 dias consecutivos com tempo de recorrência de 25 anos.

[Estrutura Física]

Sistema de Drenagem da Área

Sistema de Drenagem da Área

Toda área do empreendimento está submetida a um sistema de drenagem superficial e profunda, de forma a conduzir adequadamente as águas pluviais, para que não interfiram nos sistemas operacionais e de disposição final da CETRIC Chapecó.

Sistema de Monitoramento Ambiental


Sistema de Monitoramento Ambiental

Foi elaborado, no sistema de monitoramento dos parâmetros de qualidade de água subterrânea, a implantação de poços piezométricos instalados a montante e a jusante das valas de disposição final.

Plano de Implantação


Plano de Implantação

Sendo um empreendimento privado, e pela não existência de vínculos do empreendedor com nenhum grande gerador de resíduo, o plano de implantação do empreendimento segue as seguintes diretrizes:

* Adequado ao atendimento da demanda inicial;
* Com características modulares que possibilitem a ampliação, acompanhando o crescimento da demanda sobre a CETRIC Chapecó.

Plano de Emergência


Plano de Emergência

Foi elaborado um plano de emergência que se atenha principalmente a ocorrência de vendavais que causem o colapso dos sistemas de cobertura das valas de disposição final, o que acarretará a lixiviação dos resíduos depositados e formação de percolado. Outros aspectos que foram abordados no plano de emergência são:
- acidentes de trabalho;
- contaminações dos funcionários;
- incêndios.

Plano de Fechamento


Plano de Fechamento

O plano de fechamento prevê a adequação paisagística da área, a continuidade e periodicidade do monitoramento das instalações, a indicação dos usos possíveis e restrições para novos usos da área.